O PASSAMENTO DO MEU QUERIDO PROFESSOR ROCK BRANDÃO (05/05/2022) – HOMENAGEM, TRIBUTO, E PANEGÍRICO

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Compartilhe este artigo!

 

Prof. Rodrigo Antonio Chaves da Silva

Era o ano de 2003, eu com os meus 18 anos subia as escadas da Faculdade de Caratinga, muito nervoso, trêmulo, e com medo.

Na primeira semana aparece um professor, muito elegante, nas primeiras aulas, com uma fala mansa, mas com um currículo invejável.

Ao falar do que fizera na vida já nos deixava pasmados de admiração.

O seu nome: Rock Brandão. 

Ele foi o nosso professor de economia. E ainda é hoje o nosso eterno professor.

Um homem talentoso, especializado na gestão econômica das empresas, nos dava os primeiros passos para se bem estudar a economia e a administração.

O Rock nos mostrou como sermos verdadeiros economistas.

Era um profissional atento aos problemas sociais. Crítico dos pontos graves de nossa sociedade. Entendedor da política nacional e internacional.

Nos passava com bastante didática, os primeiros conceitos de oferta e demanda que até hoje nós usamos.

Cremo que não haverá uma pessoa que entenda tão bem de economia e mercado de capitais como ele na região próxima à Caratinga, ou nas cidades do interior de Minas Gerais.

Uma pessoa humana sempre disposta a mostrar e garantir conhecimento aos seus alunos.

Um competente profissional, um verdadeiro economista, que ao entrar na sala de aula sempre disponibilizava diversos materiais para nós seus aprendizes.

O professor Rock é uma pessoa que preferiria ser traído quer trair; sua conduta cristã era inigualável, dificilmente temos pessoas com esta conduta ética, ainda mais no meio acadêmico.

Igualmente trabalhou como economista empresarial em algumas empresas, mostrando o seu talento técnico.

Eu tenho muita saudade do Rock, um gênio como ele não pode ser esquecido, e muito menos ser rejeitado nas grades do ensino superior.

Os alunos ganhavam muito com este autêntico gestor e economista, como eu ganhei por poucos semestres, tendo a sua liderança no ensino.

Quando lecionamos juntos participamos de bancas, e a conduta do mestre era muito respeitosa, me tratava como um colega, e ao mesmo tempo, nos dava apoio em nossos trabalhos, nunca nos perseguiu e nem nos cancelou, mas honrava nossas orientações com o prisma da sua crítica construtiva, e sua observação zelosa.

Era uma honra tê-lo como avaliador em nossos trabalhos. Muito agregava as suas colaborações. Ele era um pesquisador muito humilde.

Ele sempre nos respeitou como colegas, tive uma honra muito grande de tê-lo como amigo nos cursos da faculdade. E levei um susto quando soube que ele não estava mais lá. Um professor daquela competência não pode ser rejeitado, ao contrário, deve estar nos palcos das melhores instituições. Aquelas que realmente preconizam o ensino e a conduta ética.

A foto esta embaçada, mas não está os laços de nossa amizade, e de minha gratidão a este mestre.

Palmas merecidas e necessária homenagem ao meu amigo o professor Rock Brandão!

Fizemos uma homenagem em sua vida, mas agora no momento do seu passamento, deixamos como tributo singelo este artigo, como prova do seu trabalho, seu esforço, e sua labuta.

Este panegirico humilde reflete apenas um pouco do seu grandioso trabalho.

Ele muito labutou em vida, cumprindo a coroa da vida eterna agora no momento que nasce para a eternidade!

A economia, a administração, e a Contabilidade estão de luto com este grande mestre!

Obrigado professor Rock Brandão; um dia nos veremos no céu!

Como São Paulo o senhor pode dizer que guardou a coroa da vida, combateu o bom combate e guardou a fé, agora receberá a coroa da eternidade no alto dos céus, merecida aos justos!

Que Deus lhe dê o descanso eterno, o repouso na luz, e que a luz perpétua o ilumine!

Nossos sentimentos a seus familiares e amigos.

Paz e Bem!