DIÁLOGO COM ATEU

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Compartilhe este artigo!

Prof. Rodrigo Antonio Chaves da Silva

Congregado Mariano

 

Há muito tempo atrás, em São Paulo, um conhecido meu, também cientista, só que da área de ciências biológicas e médicas, do setor da física igualmente, tinha me dito se ainda estava naquela ilusão de acreditar em Deus.

Me achou um bobalhão, e a cada vez que eu tentava falar, ele me interrompia, só que tinha sido convencido por professores revolucionários, de ótica marxista e militante.

Isso gerou uma discussão:

_____ Se você deixar eu falar sem me interromper posso tentar te explicar o porquê sou crente.

_____Lá vem você com as coisas de santos e da Igreja Católica….

_____Não, fulano você já se perguntou que palavra é mais forte que “Deus”?

_____O que?

_____Sim, não existem palavras mais fortes que a palavra “Deus”.

_____Mas a ciência não explica o que não vemos.

_____Meu caro, se fossemos pensar em alguma coisa QUE a ciência explica, cairíamos numa falácia; você sabe muito bem que no estudo da lógica não temos ainda uma aproximação certa da verdade. Mesmo com os conceitos prontos, tudo é muito intuitivo, sabemos que algo existe, mas não temos uma ideia completa disso.

_____Você tá ficando louco? O que você está dizendo?!

_____Ora é muito simples, não farei raciocínios sentenciais e nem teoremas. Veja, nós conseguimos descrever o que acontece com o nosso corpo. Com o coração, com o estômago, etc. Você sabe muito bem quantas batidas o coração dá por minuto. Ainda, como o intestino funciona, a ordem e a harmonia a qual isso acontece. Mas jamais conseguirá fazer igual ou fazer isso conscientemente.

_____Ora mas é claro pois é organismo humano.

_____Pois é, o problema é que nós seres humanos não temos controle sobre estas ações. Eu não faço o meu coração bater, nem o meu estômago funcionar, e não domino o meu cérebro quando durmo, ou você sendo médico ignora estas coisas?

_____Lá vem você com a idéia do mistério…

_____Não é uma ideia, é uma realidade. Veja você, se for transplantar um rim hoje, você não pode garantir a rejeição porque não sabe. E quando acontece a rejeição você apenas a diagnostica, mas a causa principal, por mais que seja microbiológica o porquê ela aconteceu com um ser, e não com um outro ser, você não pode explicar a não ser pela hipótese que há DNAs diferentes.

_____Mas a ciência avançou muito.

_____ Se a técnica é igual, porque alguns não se sujeitam ao sucesso? Você não sabe responder.

_____Pessoas diferentes.

_____Não é o mais lógico, e nem a causa mais acertada, você sabe disso. Continuei

_____Mesmo assim vai prevalecer na intuição. Já que ela não prolonga a vida do ser humano, e nem entende porque o nariz tem dois buracos, e as orelhas dois também, e porque o pênis é do jeito que é, e os braços também. Por mais que se descreva isso não é suficiente. Eu quero ver fazer. O causar isso, ou porque é porque é, não pode ter sido vegetativo e nem mecânico (terminei).

Aí ele começou a querer explicar a evolução, os fatores microbiológicos, e tudo mais. Porém eu intervi, pois na dialética, estava na minha vez.

_____Eu sei disso tudo fulano, com menos profundidade que você. Das convenções conceituais humanas. O que eu estou dizendo é que este mecanismo age sozinho por uma causa que não pode ser ela mesma, senão seria infinita ou absoluta (mas o corpo morre), e por tal causa admite alguém ou um ser que a faça. Ou seja, o raciocínio não é positivo nem fenomenológico, passa a ser metafísico. O ser existe antes dos fatos, e os fatos são gerados por uma força que não está na consciência do ser.

_____Mas como você pode pensar assim? … (ele repete tudo). Aí eu falei de novo.

_____O que estou dizendo meu caro é que você como bioquímico ou médico não tem o poder ou a capacidade de equilibrar, ou copiar o mesmo mecanismo humano por sua conta, isso é, só para exemplificar o corpo humano…

_____Mas claro que não tenho….

_____Pois é, pelo fato de você não ter, e não conseguir fazê-lo, eu tenho que crer que algo, alguém, ou que um Deus tenha o poder de fazê-lo, tal como é o termo mais lógico.

_____E se eu conseguir?

_____Se conseguisse seria um deus, mas como não consegue e não explica o porquê inteiramente, pois, não sabe fazer, não tem o PODER. Você sabe que não pode fazê-lo e nunca conseguirá, enquanto você não me explica isso, e não consegue ter tal faculdade; eu acredito em Deus que é sinônimo de criador, poder, ordem, e um ser superior a todas as coisas visíveis e invisíveis.

Ele muda o assunto para o Corinthians, e o futebol de São Paulo.

Hoje eu recebo um e-mail dizendo que o amigo está frequentando a Igreja Católica, a influência do secularismo em sua Universidade foi horrível, ele me confessou que era mais bitolado do que portador de senso crítico.

É bom mostrar a verdade das pessoas, a verdade que não depende de mim, mas depende dela mesma. Da demonstração. Da realidade. Do ser. A verdade que um Deus nos criou, nos ama, e cuida de nós. Esta é a realidade da existência.

Você não está sozinho, eleve a alma a Deus, se entregue a Ele e você verá a diferença que isso fará em sua vida.

Use a razão, não precisar ter uma religião específica, se a tiver melhor ainda, mas pense.

Use a razão. Apenas isso. Reconheça o mistério.