AS NOVIDADES PARA A DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA A SER FEITO ATÉ 31 DE MAIO

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Compartilhe este artigo!

Prof. Rodrigo Antonio Chaves da Silva

Contador e Administrador

 

A partir do século XIII foi criado um tipo de tributo aos imperadores, que focava na renda e no patrimônio da pessoa que residia no território do império, de modo que o rei pudesse proteger as terras e assim manter um volume de serviço adequado aos moradores daquela região além dos contribuintes, estava instaurado um modelo de tributação parecido com o imposto de renda atual.

Na realidade o imposto de renda é um imposto do patrimônio e suas variações, pois, mesmo não se cobrando pela propriedade, deve-se declará-la à autoridade fazendária, no caso a receita federal, em questões determinadas nos limites estabelecidos pela lei.

Geralmente, o imposto de renda era entregue no Brasil até o final de Abril, dia 29, hoje foi prorrogado para 31 de maio, devido às questões ligadas ainda à pandemia, pois, na época, que estava forte o processo pandêmico, ele fora diferido até julho me parece, para facilitar o pagamento, e ainda a prestação das contas desse importante tributo.

O imposto de renda geralmente é declarado com base no exercício anterior, no caso, o ano de 2021.

A declaração é obrigatória para quem teve cerca de R$ 28.559,70 em rendimentos tributáveis, ou mais de R$ 40.000,00 em rendimentos isentos, quem até 31 de dezembro do ano passado possuiu um patrimônio (em contas bancárias, promissórias, móveis, imóveis, semoventes, etc), igual ou superior a R$ 300.000,00, aqueles que são estrangeiros e passaram a ser residentes no país, ou todo produtor rural, que conseguiu uma receita bruta maior que R$ 142.798,50.

Aqueles que tiveram uma receita mensal igual o menor que R$ 1.903,98 estão por sua vez isentos de pagar impostos, e não são obrigados a fazerem a declaração.

Uma novidade é a declaração pré-preenchida, que seria uma prévia dos valores patrimoniais que o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) possui. A receita já mantém uma prévia do que deve ser declarado conforme o cruzamento das informações. Fica lá quase pronta a declaração.

Logo, hoje, está acessível a todos a declaração pré-preenchida. Quem tem uma conta no site do governo ela é fácil de ser visualizada, porque esta declaração já consta com as movimentações do CPF. Este tipo de modelo pré-preenchido que só era possível para quem tinha certificado digital, hoje está acessível a todos os cadastrados.

Se pode fazer esta declaração por meio do portal e-Cac (central virtual de atendimento do contribuinte), no aplicativo, facilmente no programa instalado no computador ou notebook.

Claro que fica de responsabilidade de quem o faz produzir a correção, portanto, é fundamental o serviço com o endosso de um contador, para a validação, revisão, e a colocação de inclusões e exclusões no imposto, se for o caso, dos valores que possam estar na declaração pré-preenchida.

O processo da declaração pode ser usado em vários dispositivos até ser finalizado sem nenhum problema para o sistema da receita federal.

Uma outra novidade está ligada ao pagamento e restituição do imposto de renda que pode ser feito por meio de PIX. Para se pagar será liberado um QR Code, e para a restituição será o PIX com o número de CPF do contribuinte obrigatoriamente.

Os que receberam auxílio emergencial não deverão devolver o valor, caso tenham conseguido emprego, pois, o critério legal não existe para tal assunto.

O modelo simplificado é melhor para quem não tem muitas despesas, embora haja limites para abatimentos em despesas no valor de R$ 16.754,34 que constarão na base de cálculo para redução ou restituição do Imposto de Renda.

O pagamento da restituição acontecerá normalmente, mesmo com o prazo postergado, que se aufere nas seguintes datas:

Lotes

Primeiro – 31 de maio de 2022

Segundo – 30 de junho de 2022

Terceiro – 29 de julho de 2022

Quarto – 31 de agosto de 2022

Quinto –  30 de setembro de 2022.

 

Não deixe de proceder a consulta a um contador para fazer o seu imposto de renda, ainda temos pouco mais de 15 dias para fazê-lo.