AS COISAS SOBRENATURAIS

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Compartilhe este artigo!

Entendamos bem que as coisas naturais que pertencem a este mundo estão num nível muito ou infinitamente abaixo das coisas sobrenaturais. As naturais vemos as causas, e se explicam com muito mais facilidade, as sobrenaturais não. Estas estão num ambiente religioso, sem este seria impossível evocar a força de Deus na realidade que ele mesmo criou.

Por essência as coisas sobrenaturais por mais que sejam confirmadas pelos homens, estão num campo de causa sobrenatural também, por isso não vemos a causa, mas a  determinamos porque só pode provir de um ser com esta propriedade, que é DEUS.

Não se trata de fazer uma indevida divinização das coisas naturais, ou dos seres humanos, senão estaríamos criando falsas religiões, ou seitas (algumas absurdas vindo de ideologias políticas que exaltam bandidos e assassinos como se fossem santos), mas sim dizer que o autor das coisas sobrenaturais, está infinitamente acima de qualquer pensamento humano, chamaremos estes fenômenos de “coisas” embora o correto seria chamarmos os aludidos de milagres( algo maravilhoso).

O primeiro ponto a observarmos estas coisas seriam os ambientes nos quais elas ocorrem como se fossem evocadas.

Num ambiente humano não acontece algo sobrenatural, e sim coisas naturais, por tal vemos, comumente.

No ambiente no qual as coisas sobrenaturais acontecem, podemos dizer que estamos em uma relação de religamento, portanto, religioso.

Por mais que seja neste mundo, a causa dos fatos está na divindade, evocada numa áurea religiosa é isso que estamos querendo dizer.

É muito difícil termos um fato sobrenatural que não seja em ambiente religioso, aliás estes não existem fora da religião, não estamos nos referindo ao espaço, mas as causas, ou foi de uma religião, ou foi de alguém religioso, fora isso, não temos mais do que fatos naturais, ou paranaturais, e não sobrenaturais.

No ambiente religioso, a causa é Deus, no ambiente natural, podemos ter causas relativas, inclusive do homem, que estão já no domínio da parapsicologia, por tal paranormais ou paranaturais( embora esta expressão seja pouca usada).

Mas muitos dizem: “eu não posso ver quem fez o acontecimento”, se é sobrenatural está no campo do espírito, ninguém vê o invisível a não ser se estivesse na dimensão espiritual, tal qual como aprendemos nos princípios cristãos, que dedutivamente se confirma nesta sentença, que Deus fez primeiramente as coisas invisíveis e depois as visíveis, portanto, para vermos o que é invisível num plano sensível, é impossível, podemos ver anacrônicos, porém a palavra do grande mestre, Nosso Senhor Jesus Cristo: “ninguém nunca viu a Deus” é absolutamente verdadeira, pois, estamos entrando numa essência sobrenatural.

Se a essência é espiritual se poderia ver, sentir, e ouvir, mas está acima dessa relação.

No caso, quando usamos o fogo para cozinha vemos que ele realmente pode ser visto, e sentido, porque pertence ao plano natural, mas Deus está no plano sobrenatural, infinitamente e eternamente acima das forças da natureza então não pode ser visto.

Quando há uma manifestação divina, claramente ela pode romper as forças da natureza, então temos os fatos, que chamamos de milagres, não que vejamos sua essência, mas os seus feitos sim, ultrapassando os conceitos e as leis insofismáveis da natureza.

Daremos alguns exemplos:

1)     No México quando o índio Juanito tira o seu manto (natural) e coloca nele rosas a mando da senhora que só ele viu, imediatamente levando-o ao bispo, este quando vê uma imagem se ajoelha.  Analisada a imagem pela NASA, a empresa constata que não é uma imagem que está fixa no pano, mas está 3 décimos de milímetro projetada nele, e um prêmio Nobel, Dr. Richard Kuhn, judeu, ao avaliar a imagem percebe claramente que a substância do pano (que foi tirado pelo índio) não tem classificação natural, vegetal, ou mineral e não pode ser enquadrado em nenhum tipo da tabela periódica.

2)     Os acontecimentos de Fátima donde 120 mil pessoas viram o sol girando sobre si com as cores do arco-íris, e por fim indo a terra como se fosse entrar em colisão, ultrapassa totalmente as forças da natureza, vimos que os fez? Não. Mas é óbvio que a causa é Deus, senão seria impossível. E ao mesmo tempo, não há hipnose coletiva em mais de mil pessoas, e muito menos com um fenômeno visto por cerca de 100 quilômetros.

3)     Os acontecimentos na vida dos santos, como São Pio de Pietrelcina, San Martinho de Porres, e especialmente os corpos incorruptíveis de mais de 2.500 heróis da Igreja que estão incorruptíveis, incluso o de Santa Bernadete Subirous que está quase praticamente um século e meio, normal, flácido, com sangue, com bactérias, viva, mas já morreu, demonstrando que a ressureição dos mortos acontecerá.

 

Em suma pode parecer cultura aos olhos naturais, mas se o fosse natural, todos entenderíamos mesmo que superficialmente, porém, não está no campo sobrenatural, que ultrapassa as forças humanas, no campo religioso, católico( é bom que se diga), estes fatos com todo respeito as outras crenças não aconteceram da maneira e da mesma força que na Igreja Católica, comprovando que os fatos sobrenaturais só podem acontecer em ambiente religioso.

Em essência não podemos ver quem o fez, e nem podemos explicar, senão seria fácil demais, mas em forma podemos ver, e logo, experimentar que realmente quando Deus quer ele age na natureza, perfazendo e nos fazendo ver as coisas sobrenaturais pelo beneplácito de sua vontade.

Estas “coisas sobrenaturais” chamamos normalmente de milagres, mas vulgarmente vamos dizer assim, pois, estão num campo infinitamente superior à explicação racional. E isto é FATO.